Sem categoria

STF decide que é inconstitucional a incidência de IRPJ e CSLL sobre SELIC

Em julgamento finalizado no dia 24/09/2021, o STF julgou inconstitucional a incidência do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) sobre a taxa SELIC recebida pelos contribuintes na restituição de indébitos tributários.  A decisão foi proferida em repercussão geral no Recurso Extraordinário nº 1.063.187, o que significa dizer […]

Compartilhe

Publicado em 27/09/2021

Em julgamento finalizado no dia 24/09/2021, o STF julgou inconstitucional a incidência do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) sobre a taxa SELIC recebida pelos contribuintes na restituição de indébitos tributários.  A decisão foi proferida em repercussão geral no Recurso Extraordinário nº 1.063.187, o que significa dizer que este entendimento obrigatoriamente deverá ser aplicado a todos os processos que tratem desta matéria.  Segundo o entendimento do relator do caso, Ministro Dias Toffoli, os juros de mora não devem ser tributados pelo IRPJ e CSLL porque visam recompor as perdas suportadas pelos contribuintes, situação que não implica acréscimo patrimonial.  Com essa decisão, as empresas que ofereceram os valores recebidos a título de SELIC à tributação podem buscar a restituição do valor pago de forma indevida.  Estamos à disposição para sanar quaisquer dúvidas.    Fonte: http://portal.stf.jus.br/processos/detalhe.asp?incidente=5230634

Compartilhe

Você também pode gostar

Bem-vindo(a) à Newsletter do escritório Teixeira Ribeiro Advogados! 

Tenha acesso exclusivo a informações jurídicas atualizadas, notícias relevantes do setor e artigos especializados redigidos por nossos experientes advogados. Para se inscrever, preencha o formulário abaixo e comece a receber a nossa NewsLetter periodicamente.









Política de Privacidade e Proteção de Dados: Garantimos a confidencialidade e o sigilo das informações fornecidas através deste formulário. Os dados coletados serão utilizados exclusivamente para fins de envio da nossa newsletter, conforme a legislação vigente de proteção de dados pessoais.